Tragédia no Cruzamento do HGP: Acidente Fatal Deixa Uma Pessoa Morta e Outra em Estado Grave

Acidente no cruzamento do HGP resulta em morte e ferido grave. "Amarelinhos" em escolta sem sirenes. Veículo estatal avança sinal vermelho. Negligência apontada. Urgência em rever protocolos. Investigação em andamento.

Na noite desta quarta-feira (14), um acidente chocante ocorreu no cruzamento do Hospital Geral da Palmas (HGP), resultando em uma fatalidade e deixando outra pessoa em estado grave. Os protagonistas dessa tragédia foram os "amarelinhos", agentes de trânsito da capital responsáveis pela escolta, cuja atuação, lamentavelmente, levanta questionamentos.

Segundo testemunhas no local, os agentes conduziam a escolta com sinais luminosos, mas, infelizmente, não ativaram os dispositivos sonoros. No mesmo cenário, um veículo do estado, conforme informações levantada pela equipe PalmasNoticias no HGP, transportavam uma equipe para captar órgãos para transplante, avançou o sinal vermelho, resultando em uma colisão inevitável.

A vítima fatal, cuja identidade ainda não foi revelada, não resistiu aos ferimentos causados pelo impacto. Outra ocupante da moto envolvida no acidente encontra-se em estado grave, recebendo prontamente atendimento das equipes de emergência.

A falta de profissionalismo dos agentes de trânsito, ao não utilizar os sinais sonoros durante a escolta, é apontada como um fator crucial que culminou nessa trágica ocorrência. A negligência no cumprimento dos protocolos de segurança por parte dos responsáveis pela organização do trânsito resultou em consequências devastadoras.

Este lamentável episódio destaca a importância urgente da revisão e do reforço dos procedimentos adotados pelos agentes de trânsito, visando garantir a segurança de todos os envolvidos nas operações de escolta. As famílias, comunidade local e as autoridades competentes agora aguardam investigações para esclarecer as circunstâncias precisas desse acidente e buscar medidas preventivas que evitem tragédias semelhantes no futuro.

 Nossa equipe procurou a secretária responsável pelo trânsito na capital, secretária de segurança e mobilidade urbana de Palmas (SESMU), e os agentes para prestar maiores esclarecimentos, mas não obtivemos retorno até o fechamento desta matéria.