Palmas Notícias
O que acontece em Palmas você encontra aqui!

APROVADOS NO CONCURSO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO – SISPEN-TO FAZEM AÇÃO SOCIAL PARA AJUDAR COLEGAS QUE ESTÃO PASSANDO POR DIFICULDADES FINANCEIRAS

Doação de cestas básicas para alguns dos colegas também aprovados que estão passando por dificuldades financeiras, devido o curso exigir dos alunos dedicação exclusiva durante o Curso de Formação.

Divulgação

Com o objetivo de chamar atenção do Governo do Estado para a nomeação imediata e posse dos aprovados na segunda etapa do Certame do Sistema Penitenciário do Estado do Tocantins, SISPEN, a Comissão dos aprovados no cadastro de reserva realizou na manhã dessa quarta-feira (30), uma doação de cestas básicas para alguns dos colegas também aprovados que estão passando por dificuldades financeiras, devido o curso exigir dos alunos dedicação exclusiva durante o Curso de Formação.

Os Candidatos ressaltam a insatisfação com a situação da maioria dos aprovados que tem passado por privações, mesmo estando aprovados no concurso público e com o Sistema Penitenciário necessitando de mão de obra capacitada e qualificada, entre esses que passam por dificuldades financeiras, está também um candidato que se encontra desempregado e com criança recém-nascida.

Os mesmos relatam que estão “se virando como podem”, mesmo após a decisão da Ação Civil Pública Número 0011913-54.2016.827.2729 manejada pelo Ministério Público Estadual – MPE, que determina ao Estado a regularização de um problema com contratação precária, contratos temporários que se arrastam há décadas sem solução e veementemente repudiados outrora pelo vice-governador que na época era deputado estadual, Wanderlei Barbosa (SD) que entre seus discursos na Tribuna da Assembleia Legislativa, onde pode ser confirmado através de vídeo registrado em reunião com a comissão dos aprovados firmando o compromisso pelo parlamentar aos aprovados.

Na decisão da Ação Civil Pública, o Estado está obrigado a substituir cerca de 404 contratos temporários que trabalham diretamente e em funções exclusivas de servidor efetivo, já capacitados e aguardando chamamento para exercerem suas funções.

Na ação dessa quarta-feira, alguns dos aprovados se sensibilizaram entre eles, e realizaram uma doação de cestas básicas para aqueles que estão em situação mais complicada, pois, o Curso de formação que aconteceu ainda no mês de setembro de 2018, exigia dedicação exclusiva dos alunos e após quatro meses segue sem respostas.

No início do mês de janeiro desse ano, os aprovados fizeram campana no Palácio Araguaia por cerca de três semanas, na tentativa de obter respostas e como se daria o chamamento dos 354 aprovados que foram capacitados pelo Estado para que pudessem se programar, porém, por reiteradas vezes a resposta do Governo foi somente que montaram uma comissão com intuito de resolver o problema dos concursos que estão paralisados no estado. Após mais de 20 dias que foi instituída a referida comissão, a mesma ainda não trouxe nenhuma solução para o Concurso da Defesa Social que permanece estagnado e sem perspectiva de resolução do problema que afeta diretamente 354 pais e mães de família.

Fonte: Agência Tocantins

Comentários do Facebook
você pode gostar também